Tema do dia: Bullying.

Olá minhas queridas, nosso tema de post de hoje é o Bullying; ultimamente muito citado na mídia após serem publicadas as imagens de um garoto se defendendo "na porrada" de um constante agressor .

Muito já foi dito sobre o assunto e eu realmente penso que esse assunto deve estar SEMPRE na mídia, não deve ser jogado pra debaixo do tapete porque existem casos de bullying que acabam em morte e isso não é brincadeira e nem piadinha de criança.

Eu, como mãe, tenho aquele bem conhecido sentimento do: "se mexer com meu filho, eu mato" mas as coisas não são bem assim, não é desse jeito que segue a vida, a não ser que nós tenhamos nítido interesse em tornarmos seres das cavernas e viver no olho por olho, dente por dente.

O assunto que eu queria tratar hoje não é só sobre vítimas de bullying, o assunto não é como se defender.... isso já tem sido muito falado na mídia, GRAÇAS A DEUS.

O que quero falar hoje é um pouco maior, pelo menos, eu considero maior. É a importância do seu filho, do meu filho, não ser esse agressor!!!

Sim, isso mesmo.

Porque muito se fala nas vítimas e eu acho nobre que se fale, é importante defender nossas crianças, mas não se pode esquecer que, na maior parte da vezes, o bullying é praticado TAMBÉM por crianças. E o que faz uma CRIANÇA se sentir melhor do que a outra??? Achar que a outra é mais branca, mais azul, mais verde, mais alta, mais baixa, mais bonita ou mais feia? Quem dá esses valores para essas crianças???? NÓS!!!!

Isso é o assunto deste post.

Nós, adultos preconceituosos (SIM, ISSO MESMO, PRECONCEITUOSOS) muitas vezes criamos crianças preconceituosas e claro, não queremos que elas sejam vítimas. Mas e se elas forem as agressoras??? quem se responsabiliza por isso?

Já vi muito adulto dizer: "Preto quando num faz na entrada faz na saída". QUE É ISSO MEU POVO??????????????????????????????????????????????????????????????????

Que mentalidade ridícula é essa em pleno 2011??? Não é por acaso que prevêem que em 2012 será o fim!!!!!

Quantos adultos se referem aos homossexuais como VIADOS??? É, eu sei, palavras fortes para o post de um blog, mas comumente escutados por aí e ninguém se espanta mais.

Agora me diga, você acha que um homem que se refere assim às pessoas que não são IGUAIS  a ele, tem capacidade para criar uma criança saudável???

Quantas mulheres vivem na ditadura da magreza, se olhando no espelho e dizendo que estão gordas e passando para os filhos a impressão de que ser gordinha é ter uma doença contagiosa que mata e é transmissível só no olhar... como essa mulher vai dizer pro seu filho que o amiguinho da escola pode ser gordinho e ser uma pessoa legal ao mesmo tempo se ela mostra que a aparência está acima de muitos valores na própria vida???

Enfim..... a idéia desse post é trazer a mente de todas nós o pensamento de que o que nós somos, reflete na personalidade das crianças que são criadas perto de nós. As formas que tratamos as pessoas influencia o que eles fazem e tem mais: a falsidade também reflete neles. Não adianta você ser uma pessoa ótima na rua, dar uma de bom cidadão que não é racista, que não é preconceituoso e depois sair soltando piadinhas de português, de gordo, de gay, de negro, falando por aí que fulano é viado, que fulana não namora porque é feia, que beltrano num presta porque é preto e etc, etc, etc... então essa é a hora do despertamento e quem não abrir a mente, corre o risco de ter que arcar com um filho problemático na escola e até mesmo com um marginal num presídio lá na frente.

Para EDUCAR BEM é preciso ser BEM EDUCADO.

E que nós não sejamos pais de vítimas,

E que nós não causemos vítimas.......

E que a gente construa um futuro melhor para os nossos filhos.

Beijos amores.

6 comentários:

  1. Nossa..esse assunto sempre foi muito polemico, só que atualmente está muito mais falado e eu acho otimo.
    As vezes os pais nem sabem o q acontece com seus filhos, se eles sofrem na mao de outros colegas, ou nao colegas.. né?
    Eu ainda nao tenho filho, porem já tem casos perto de mim que meu primo era socado na escola por 3 meninos da sala dele.. e pegavam a mala dele e jogava nochao;;um horror!
    A educação é tudo! mas tem pais que esperam q a escola dê..mas isso não é possivel. Educação vem de casa! tal pai tal filho na minha opiniao!
    qto ao preconceito de nós adultos, eu sou bem clara: nao tenho amigos homossexuais pq nao concordo com o estilo de vida deles, mas cada um na sua! nao discrimino nem nada..só nao quero eles na minha vida particular. Acho que vai de acordo com o q vc é! A maioria deles gostam de se transformarem em mulher, o q eu acho errado. Ex: gosta de homem? OK. mas nao fique rebolando, falando melado.. continue homem normal..com voz grossa e sem rebolar! acho q nao precisa chegar a esse nivel. Por isso nao gosto de compania pra mim! e isso deve ser respeitado pelas pessoas.

    JA tempasso q te sigo.. e vim te deixar um recadinho hj =)
    Beijinhos
    www.belezaf5.com
    bf5shop.blogspot.com - clarins, chanel e dior!Encomendas para julho: faça sua cotação! Esmaltes e Makes!
    @belezaf5
    sorteio com catharine hill: http://bit.ly/g8K2QI + @ sorteios linderrimos! Nao fique de fora!!!!
    Dani! =)

    ResponderExcluir
  2. isso ta em moda hoje em dia, mas sempre existiu... e tem mais que acabar logo!!! PELO FIM DO BULLYING!!!

    ResponderExcluir
  3. É muito complicado mesmo, e claro que a culpa
    é dos pais. educação vem de berço, e se uma criança pratica o Bullying a culpa é sim dos pais.
    Que muitas vezes fazem piadinhas e comentários preconceituosos infelizmente.

    beijos

    ResponderExcluir
  4. REALMENTE É UM ABSURDO! ESTOU COM 27 ANOS E QUANDO ESTUDAVA JÁ PASSAVA POR MUITAS PERSEGUIÇÕES NA ESCOLA, PELO FATO DE SER CRENTE, DE SER QUIETA E DE NÃO ME MISTURAR NAS BAGUNÇAS DE SALA.
    ISSO É RIDÍCULO, A CRIANÇA NÃO TER LIBERDADE EM SEU PRÓPRIO ESPAÇO, JUNTO A OUTRAS CRIANÇAS... SE NA ESCOLA JÁ PASSAM POR ISSO, NA FASE ADULTA TERÃO DIFICULDADE DE SE RELACIONAR NAS EMPRESAS, FACULDADE E ATÉ COM AMIGOS..

    O FIM DISSO ESTÁ NAS MÃOS DE TODOS OS PAIS!!!

    ResponderExcluir
  5. Concordo com você. É um assunto delicado, mas uma criança díficilmente vai começar a praticar bullyng do nada.. sozinha, ela tem influências. E vem da família, ou por meio de piadinhas e conversas preconceituosas ou mesmo por influência da mídia, que mtas vezes demonstra preconceito de raça, classe social, etc.

    É um assunto delicado, mas se você faz sua parte educando seus filhos, a postura deles será diferente em relação a isso.

    ResponderExcluir
  6. Uau, esse assunto é realmente batido, mas eu nunca vi em nenhum lugar a abordagem desse ponto de vista, parabéns!
    Realmente, para criar crianças saudáveis fisica e mentalmente precisamos dar o exemplo, só conversa sem exemplo não resolve nada, e bater menos ainda!!
    Esse negocio de bullying TEM que acabar!

    ResponderExcluir

Comenta aí vai... é quando você comenta que eu melhoro o blog e faço ele ficar do jeitinho que você quer ver.